SILÊNCIO QUE FALA

Eu sei, minha boneca de rosa,
o quanto sofres
por não poderes dizer-me tudo
- tudo o que eu adivinho e que não dizes...

Consola-te, porém.
O amor, no silêncio, é mais puro e mais humano.

Há milhares de vozes gritando
nos meus olhos inquietos,
quando eu quero exigir o pecado de um beijo!

Para os meus ouvidos de poeta
existe uma divina melodia
na música interior do teu coração
- que escuto, em êxtase,
no silêncio eloqüente em que te escondes,
quando me queres dizer uma palavra de amor...