AMOR DE MÃE

No coração das mães erguem-se antenas,
voltadas para o coração dos filhos:
se eles vão, a chorar, por ínvios trilhos,
elas se enchem de lágrimas e penas.
Amor de mãe! tu, que jamais condenas,
fonte de bênçãos e divinos brilhos,
não temes os mais duros empecilhos
e vences todas as razões terrenas!

És a sublimação do amor humano!
Maravilhoso, transcendente arcano,
onde a essência da vida se encarcera...

Amor de mãe! a tua força é tanta
que não somente em peito humano canta,
vibra até mesmo em coração de fera!