LAUS

Meu louvor
aos olhos que cantaram nos meus olhos
a sinfonia matinal da cor!

Meu louvor
às mãos que me fizeram da Beleza
um descuidado e ingênuo semeador!

Meu louvor
a quem esvaziou meu coração de ânsias
e a quem encheu meu coração de amor!

Meu louvor
à que abriu os meus olhos para o Sonho
e fechou a minha alma para a dor!

Meu louvor
a ti - por tua graça extraterrena,
pelo teu beijo transfigurador!
Lírio intangível, lírica açucena,
fiandeira de carícias! Meu amor!