FUGA Nº 1

O silêncio que cai, misteriosamente,
da tarde feita de sombra,
pisa com pés de lã cor de cinza
a doçura da vida que ainda pulsa
e
no silêncio
ainda cria a beleza
em pensamento
e
sonho.