FUGA Nº 2

Versos,
que andais
pelo espaço
como pássaros
voando à toa,
vinde, pousai
nos galhos tristes
da árvore velha.
Enchei de cânticos,
ruflos de asas,
arrulhos líricos,
cores aladas,
a casa pobre
que meu sonho habita.

Vinde, pássaros de luz.

Versos,
pedaços de Deus.