MISTÉRIO AUGUSTO

Abro minha alma para as vozes puras
que vêm da infânci’a no perfume suave
das flores murchas escondidas neste
livro de rezas que me ofereceste.

ó Mãe querida, minha doce e terna
professora de místicos exemplos
de ternura extra humana e de divinos
transportes, diante do Mistério Augusto

que leva as almas através dos mundos
siderais — áureos mundos luminosos,
errantes pelos céus como se fossem

idéias de ouro do Supremo Espírito
que os concebeu, arremessando os pelos
quatro cantos do Espaço, além do Tempo...