PRESENÇA

Antes de nascer
Tu és.

No berço vivo em que dormes
és um sonho de carne
ou a carne de um sonho.
Tu és.
No pensamento dos que te amam,
no sangue da que te embala no ser
Tu és.

Ouando ainda não deste o primeiro vagido
nem tentaste a primeira sucção
no seio que te aguarda,
pleno de vida,
farto de leite,
cheio de amor
— todo mãe!
Tu és.

Ninguém te conhece
porque ninguém jamais te viu.
E todos te querem
e ansiosamente te esperam.
Oh! presença invisível!
Tu és.