MÁGICA

Venham todos aqui.
Eu lhes mostrarei o interior da minha alma,
eu lhes abrirei todas as janelas de meu pensamento
e todas as portas do meu coração.
Para que ninguém deixe de ver,
pedirei astros ao céu e vagalumes à terra.
Pedirei ao Sol e à Lua
              raios abrasadores
              e clarões românticos,
para a iluminação do mundo estranho do meu ser.

Quando eu houver mostrado tudo,
revelado todos os meus sonhos e todos os meus desejos,
              ânsias íntimas,
              impulsos secretos,
              volúpias recalcadas,
              aspirações insatisfeitas,
tudo aquilo que os homens escondem com vergonha dos
                                                             homens,
depois de tudo, meus amigos,
hão de ver
que ainda haverá muito por conhecer
               no fundo de minha alma,
             nos abismos do meu pensamento,
               nos subterrâneos do meu ser.

Sim, haverá o que os olhos humanos não enxergam:
- o enigma da Vida,
que é a mágica de Deus.